terça-feira, 28 de maio de 2013

Santana - Paz à sua alma

Faleceu Maria Teresa Caldeira de Mendonça do sítio do Lombo do Curral, freguesia de Santana. Funeral nesta quarta feira, 29 de Maio, com missa de corpo presente às 15.30h na Igreja paroquial de Santana. Missa do 7º dia no próximo Domingo às 7.30h na referida Igreja. Rezemos pelo seu eterno descanso. PN; AM; GP.

domingo, 26 de maio de 2013

Paróquia de Santana - Semana de 26/5 a 2/6 de 2013


"A importância e o significado da Festa do “Corpo de Deus” deste ano levam-nos a procurar prepará-la da melhor forma, em toda a Diocese. Agradeço, pois, aos sacerdotes e seus colaboradores o maior empenho, para que as celebrações do mês de ...Maio relacionem a devoção mariana com a Eucaristia e que a semana anterior àquela celebração tenha, também, uma especial dimensão eucarística, com tempos fortes de adoração e um particular cuidado na ornamentação das capelas do Santíssimo, segundo as possibilidades locais." D. António Carriho em 19 de Maio de 2013 na Mensagem Pastoral "Festa Diocesana do “Corpo de Deus” 2013"
 
 

Santana - 1ª Comunhão - 25 de Maio de 2013


Santana - Paz à sua alma!

Faleceu Joaquim Gomes Luís da Feiteira de Cima Freguesia de Santana. Funeral nesta segunda feira 27 de Maio com missa de corpo presente às 16.30h na Igreja paroquial de Santana. Rezemos pelo seu eterno descanso. PN; AM; GP.

domingo, 19 de maio de 2013

Festa Diocesana do “Corpo de Deus” 2013 - Mensagem Pastoral do Bispo do Funchal

Festa Diocesana do “Corpo de Deus” 2013
Mensagem Pastoral do Bispo do Funchal
A Festa do “Corpo de Deus”, na cidade do Funchal, constitui um marco religioso e cultural de imenso significado e longa tradição. Em redor de Jesus-Eucaristia congrega-se uma multidão de crentes, que exprime a sua fé na celebração e procissão eucarística, no silêncio, no respeito, na oração e nos belos tapetes de flores, que a todos encantam. Vindos de toda a Diocese, sacerdotes e povo cristão transportam para as paróquias a linda tradição da Festa do Senhor, renovando localmente as suas expressões de fé e profundo amor à Eucaristia.
Grande Assembleia Diocesana
Neste ano, não sendo feriado o dia tradicional próprio e tendo sido transferida para o domingo seguinte, a Festa do “Corpo de Deus” vai realizar-se, no próximo dia 2 de Junho, a encerrar o segundo ano de preparação para o jubileu dos 500 anos da Diocese do Funchal. Terá, por isso, especial solenidade, numa grande Assembleia Diocesana, no Parque de Santa Catarina, donde partirá a procissão para a Catedral, após a concelebração eucarística, que terá lugar às 18.00h.
Podemos dizer que nesse dia 2 de Junho, a atividade pastoral da Diocese converge para a grande Festa do “Corpo de Deus”, na certeza de que, nas paróquias e capelanias, haverá a devida compreensão para que se alterem e adaptem os horários das missas dominicais, na medida das necessidades, e se suspendam outras atividades ou tradições. É o caso, por exemplo, das Visitas do Espírito Santo que, em princípio, deveriam fazer-se de modo a terminarem no Domingo de Pentecostes; é o caso, também, da suspensão das missas da tarde, na baixa da cidade do Funchal, nas paróquias da Sé e São Pedro, bem como nas igrejas do Carmo e do Colégio.
Simpósio Eucarístico
A importância e o significado da Festa do “Corpo de Deus” deste ano levam-nos a procurar prepará-la da melhor forma, em toda a Diocese. Agradeço, pois, aos sacerdotes e seus colaboradores o maior empenho, para que as celebrações do mês de Maio relacionem a devoção mariana com a Eucaristia e que a semana anterior àquela celebração tenha, também, uma especial dimensão eucarística, com tempos fortes de adoração e um particular cuidado na ornamentação das capelas do Santíssimo, segundo as possibilidades locais.
No âmbito diocesano, teremos um Simpósio Eucarístico, durante todo o dia 1 de Junho, para refletir e aprofundar alguns dados e testemunhos da história e da espiritualidade eucarística, na Madeira e Porto Santo, chamadas “Ilhas do Santíssimo Sacramento”. Pela sua importância, não posso deixar de recomendar a participação do maior número de paróquias e grupos, nomeadamente sacerdotes e outros consagrados, direções e membros das confrarias, responsáveis dos acólitos e dos movimentos, catequistas e ministros extraordinários da comunhão. Para as próprias instituições será importante a participação de alguns dos seus membros.
Não faltam informações e orientações, quanto às atividades a realizar na preparação e celebração da Festa Diocesana do “Corpo de Deus”. Será bom, no entanto, alertar familiares e amigos, membros dos movimentos e outros grupos apostólicos, com uma palavra de estímulo à sua presença e participação.
Do programa consta, pela primeira vez, uma “vigília juvenil itinerante” na nossa cidade, organizada pelo Secretariado e Conselho Diocesano de Pastoral Juvenil, ao fim da tarde do dia 1 de Junho. Bem gostaria que a estes jovens se unissem muitos outros, nesta atividade de testemunho, comunhão eclesial e adoração eucarística.
Em comunhão com o Papa Francisco
A terminar, ao mesmo tempo que convido toda a Diocese para a Festa do “Corpo de Deus”, em pleno Ano da Fé, peço aos católicos da Madeira e Porto Santo que vivam também esta Jornada Eucarística, em profunda comunhão com a Igreja Universal. Corresponderemos, assim, ao pedido do Papa Francisco que, na tarde do mesmo dia 2 de Junho, às 17.00h, na Basílica de São Pedro, em Roma, presidirá a uma hora de adoração, “em comunhão com todos os Bispos e as suas comunidades diocesanas”.
Com alegria e generosidade, prossigamos o nosso caminho para o terceiro e último ano de preparação do grande Jubileu dos 500 anos da Diocese, na certeza de que “Jesus Cristo caminha connosco e reparte o Pão”. Ele nos alimenta com a Sua Palavra e a Eucaristia. 
Funchal, 19 de Maio de 2013
António Carrilho, Bispo do Funchal

sábado, 18 de maio de 2013

Pentecostes 2013

 

Palavras de D. António Carrilho, Bispo do Funchal, na abertura da V Jornada Diocesana da Família - 18 de Maio de 2013

Palavras de D. António Carrilho, Bispo do Funchal,
na abertura da V Jornada Diocesana da Família
 
Funchal – Escola da APEL, 18 de Maio de 2013
 
“Viver e transmitir a Fé na Família”
Irmãos e amigos, sede bem-vindos! Saúdo-vos a todos e alegro-me convosco pela oportunidade que temos de participar, hoje e aqui, na V Jornada Diocesana da Família, ao fim desta semana, que integra o Dia Internacional da Família e, em Portugal, também a Semana da Vida.
O tema geral proposto para esta Jornada – “Viver e transmitir a fé na família” – bem como os temas, que o desenvolvem e aprofundam, nas conferências e grupos, situam-nos no contexto mais amplo dos objetivos do Ano da Fé, ainda em curso, e das preocupações evangelizadoras da Igreja, impulsionadas pelo Concílio Vaticano II, documentos e Sínodos, que lhe seguiram, e nos mobilizam à descoberta de novas formas e espírito de missão, para melhor resposta às necessidades atuais.
Novas interpelações à Igreja
Importa conhecer e avivar a consciência da realidade das famílias de hoje, as suas possibilidades e problemas: como estão constituídas, como nela se relacionam as pessoas, quais os seus problemas e como estes são superados ou destroem o encanto de uma vida harmoniosa e feliz, potenciada pelo amor. Que interpelações lança, de facto, à Igreja a nova situação de tantas famílias, nos aspetos humanos, sociais e económicos?
Fundamental é também a questão da fé, na vida matrimonial e familiar. No projeto ou ideal de família cristã, que a Igreja preconiza, segundo o espírito do Concílio Vaticano II, aponta-se para uma “comunidade de vida e de amor”, verdadeira “Igreja doméstica” e “santuário doméstico da Igreja”: família que crê, família que reza, família que vive com os critérios e os valores da fé, assumindo-os e testemunhando-os, perante as mais diversas situações.
Pela fé vivida e partilhada na família passam a alegria e a esperança, a graça e a força espiritual do sacramento do matrimónio. O amor de Deus-Trindade, refletido na união entre todos os membros das nossas famílias, anima-as e fortalece-as, tornando-as um “sinal luminoso do amor de Deus no mundo” (João Paulo II).
Sabemos como a Igreja está preocupada com a “nova evangelização para a transmissão da fé cristã”. Foi este, aliás, o tema do último Sínodo dos Bispos (Roma, Outubro de 2012), e que em diversas ocasiões tem interpelado diretamente as famílias cristãs, quanto às suas responsabilidades na transmissão da fé que deverá operar-se no seu seio, nomeadamente por parte dos pais em relação aos filhos. “Viver e transmitir a fé na família” passa, sem dúvida, pela vivência dos valores da fé e pela sua transmissão na família e para fora dela! Teremos, hoje, oportunidade de refletir sobre estas questões e partilhar, no trabalho dos grupos, as nossas preocupações e compromissos neste domínio.
Mensagem de esperança e fortaleza
Ainda muito recentemente, no dia 11 do passado mês de Abril, a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) publicou uma Nota Pastoral com o título “A força da família em tempo de crise”, um documento de linguagem simples e concreta, de grande importância e atualidade. Como sublinha a própria CEP, “no atual contexto da sociedade portuguesa, atravessada por uma crise social e económica de particular gravidade, que se traduz para muitos em desalento e falta de perspetivas de futuro, [é da maior oportunidade] colocar em relevo o bem insubstituível que representa a instituição familiar, ‘origem e património da humanidade’ (Bento XVI)”.
Trata-se, sem dúvida, de um documento que merece a nossa maior atenção, como bem ressalta dos aspetos que aborda e me apraz referir: a família, um bem social; razões da insubstituível importância da família; a família e a crise económica e social; a família e a abertura à vida; a família, um projeto duradouro; a sociedade à imagem da família. Referir, aqui, esta Nota Pastoral da CEP é recomendar a sua leitura e a mensagem de esperança e fortaleza, que a mesma encerra.
Fazemos esta V Jornada Diocesana da Família, quando está prestes a terminar a Semana da Vida, norteada pelo lema “Dá mais vida à tua vida”. A fé que vivemos e desejamos comunicar aos outros levar-nos-á, certamente, a assumir modos concretos de defesa e promoção da vida, da dignidade inviolável de cada pessoa, desde a sua conceção até à sua morte natural; será, igualmente, uma oportunidade e um desejo para cada pessoa, grupo ou família, pensar em melhorar a qualidade de vida, sua e dos outros, nos âmbitos pessoal, profissional e comunitário, inspirando-se nos autênticos valores humanos e cristãos.
Votos finais
A terminar, resta-me agradecer a presença e participação de todos, a especial colaboração dos conferencistas, a cedência deste auditório por parte da APEL e o empenho da equipa do Secretariado Diocesano da Família na organização desta Jornada, que auguro seja muito frutuosa para todos e mais uma semente de esperança, lançada na pastoral familiar da nossa Diocese. Bem hajam e boa Jornada!
 
Funchal, 18 de Maio de 2013
 
† António Carrilho, Bispo do Funchal

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Santana - Paz à sua alma!

Faleceu João Marques Teixeira Silva da Fonte da Pedra freguesia de Santana. Funeral nesta quinta feira 16 de Maio com missa de corpo presente às 13.30h na igreja paroquial de Santana. Tem Confraria do Santíssimo Sacramento. Rezemos pelo seu eterno descanso. PN; AM; GP.

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Semana da Vida - 12 a 19 de Maio de 2013 - "Dá mais Vida à tua Vida"

 

Simpósio Eucaristico - 1 de Junho - Colégio de Santa Teresinha


 
 

Propostas Pastorais para o Corpo de Deus 2013 - Preparação próxima



Festa do Corpo de Deus - 2 de Junho de 2013


sexta-feira, 3 de maio de 2013

Ilha - Paz à sua alma

Faleceu Manuel Fernandes de Aguiar da Ermida de Baixo, Freguesia da Ilha. Funeral neste sábado 4 de Maio com missa de corpo presente às 15h na igreja paroquial da Ilha. Tem Confrarias do Santíssimo Sacramento e de Nossa Senhora do Rosário. Rezemos pelo seu eterno descanso. PN; AM; GP.

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Santana - Paz à sua alma!

Faleceu Ana Augusta Xavier do Nascimento da Silveira, Freguesia de Santana. Funeral nesta quinta feira 2 de Maio com Missa de corpo presente às 13.30h na igreja paroquial de Santana. Tem Confraria do Santíssimo Sacramento. Rezemos pelo seu eterno descanso. PN; AM; GP.

Rezar cantando

Alguma música

O tempo em Santana